Fatores que influenciam a estabilidade de produtos cosméticos

Por Gilberto Vieira.

De acordo com a série temática da Anvisa que diz respeito ao controle de qualidade de cosméticos, cada componente da formulação, seja um componente ativo ou não, pode afetar a estabilidade do produto como um todo.  Dessa forma, variáveis envolvidas com o processo de fabricação, o material de acondicionamento, as condições ambientes ou de transporte podem influenciar diretamente na estabilidade do cosmético em desenvolvimento. Esses fatores envolvidos com a estabilidade dos produtos cosméticos podem ser divididos em dois grupos: fatores extrínsecos e intrínsecos.

Se interessa pelo tema? Continue acompanhando nosso texto!

Por RAEng em Unsplash.com

Fatores extrínsecos

Os fatores extrínsecos são os fatores externos, isto é, embalagens, condições de temperatura e umidade, por exemplo. Esses fatores podem catalisar um processo de degradação da fórmula e até mesmo provocar reações indesejadas no produto. São eles:

a) Material de Acondicionamento: Os materiais utilizados para o acondicionamento dos produtos cosméticos, como vidro, papel, metal e plástico podem influenciar na estabilidade. Devem ser efetuados testes de compatibilidade entre o material de acondicionamento e a formulação, a fim de determinar a melhor relação entre eles. 

b) Luz e Oxigênio:  A luz ultravioleta, juntamente com o oxigênio, origina a formação de radicais livres e desencadeia reações de óxido-redução. Os produtos sensíveis à ação da luz devem ser acondicionados ao abrigo dela, em frascos opacos ou escuros e devem ser adicionadas substâncias antioxidantes na formulação, a fim de retardar o processo oxidativo. 

c) Umidade: Este fator afeta principalmente as formas cosméticas sólidas como talco, sabonete em barra, sombra, sais de banho, entre outras. Podem ocorrer alterações no aspecto físico do produto, tornando-o amolecido, pegajoso, ou modificando peso ou volume, como também contaminação microbiológica. 

d) Microrganismos: Os produtos cosméticos mais suscetíveis à contaminação são os que apresentam água em sua formulação como emulsões, géis, suspensões ou soluções. A utilização de sistemas conservantes adequados e validados (teste de desafio do sistema conservante – Challenge Test), assim como o cumprimento das Boas Práticas de Fabricação são necessários para a conservação adequada das formulações. 

e) Temperatura: Temperaturas elevadas aceleram reações físico-químicas e químicas, ocasionando alterações em: atividade de componentes, viscosidade, aspecto, cor e odor do produto. Baixas temperaturas aceleram possíveis alterações físicas como turvação, precipitação e cristalização. 

Por Polina em Pexels.com

Fatores intrínsecos

Os fatores intrínsecos são aqueles referentes aos próprios componentes da formulação cosmética. É necessário estar atento aos componentes e as suas características físico químicas, já que a interação entre dois ou mais dos ingredientes podem provocar instabilidade e consequente degradação do produto. São exemplos de fatores intrínsecos:

a) pH: Para que o produto cosmético seja desenvolvido e produzido com qualidade, é necessário compatibilizar três aspectos referentes ao pH: estabilidade dos ingredientes da formulação, eficácia e segurança do produto. 

b) Reações de Oxirredução: São reações que podem tanto ser de redução ou oxidação, levando a alterações da atividade das substâncias ativas, das características organolépticas e físicas das formulações.

 c) Reações de Hidrólise: Acontecem na presença da água, sendo mais sensíveis substâncias com funções éster e amida. Quanto mais elevado o teor de água da formulação, mais provável a ocorrência desse tipo de reação. 

d) Interação entre Ingredientes da Formulação: São reações químicas indesejáveis que podem ocorrer entre ingredientes da formulação anulando ou alterando sua atividade. 

e) Interação entre Ingredientes da Formulação e o Material de Acondicionamento: São alterações químicas que podem acarretar modificação em nível físico ou químico entre os componentes do material de acondicionamento e os ingredientes da formulação.

Importância do estudo de estabilidade

O estudo da estabilidade de produtos cosméticos nos fornece informações que indicam o grau de estabilidade relativa de um produto em diversas condições a que possa estar sujeito desde sua fabricação até o término de sua validade. Assume-se como relativa, uma vez que sofre mudanças com o tempo e em função de fatores que aceleram ou retardam alterações nos parâmetros do produto o qual fora submetido ao estudo. 

Mediante tal premissa, temos que esse serviço contribui intimamente para a orientação no que versa ao desenvolvimento da formulação e do material de acondicionamento adequado; fornecimento de subsídios para o aperfeiçoamento das formulações; estimativa do prazo de validade e fornecimento informações para a sua confirmação; auxílio no monitoramento da estabilidade organoléptica, dentre outros esclarecimentos.

A Farmácia Jr. presta consultoria na área de qualidade e elaboração de cosméticos. Nos siga nas redes sociais e entre em contato conosco para agendar uma reunião diagnóstico gratuita!

REFERÊNCIAS

https://www.gov.br/anvisa/pt-br/centraisdeconteudo/publicacoes/cosmeticos/manuais-e-guias/guia-de-estabilidade-de-cosmeticos.pdf/view

Clique para acessar o Cap3.pdf


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s